As 15 campanhas solidárias que mais arrecadaram no Brasil em 2016

Group of people holding colorful speech bubbles in front of a blackboard.

O modelo de crowdfunding (popularmente conhecido como “vaquinha online”) tem se estabelecido cada vez mais no Brasil. Campanhas de toda a natureza são criadas diariamente buscando receber o financiamento das pessoas. Porém, existe uma categoria de campanha que está se destacando por gerar resultados que salvam vidas e confortam famílias: as campanhas solidárias envolvendo pessoas físicas.

Campanhas solidárias sempre aconteceram. Vaquinhas, rifas e até mesmo bingos eram organizados pelas comunidades e famílias, quando o objetivo era arrecadar dinheiro para realizar sonhos, pagar alguma dívida, ajudar em algum momento difícil ou, nos casos mais comuns, combater uma doença. Com a internet, as redes sociais e as plataformas de financiamento coletivo (como o Vakinha), estas comunidades puderam potencializar a comunicação e alcançar valores incríveis para suas campanhas, mobilizando pessoas até mesmo fora da sua rede de contatos.

As campanhas solidárias representam boa parte dos casos de sucesso no financiamento coletivo no Brasil. Campanhas como essas são bastante críticas, exigindo segurança, agilidade e um atendimento especial das plataformas. As taxas mais baixas também ajudam as famílias a garantir que a maior parte do dinheiro arrecadado seja utilizado para o fim principal.

Fizemos uma seleção das 15 campanhas solidárias que se destacaram nas plataformas de financiamento coletivo do Brasil, no ano de 2016. Confere aí:

#15
Nathalia Santos
R$ 54.390,00 arrecadados (209 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

Esta campanha foi criada em junho de 2016, com o objetivo de arrecadar 40 mil reais para ajudar no tratamento da menina Nathalia Santos, de 16 anos, que possui uma síndrome rara, chamada de Von Hipel Lindau, causando tumores vasculares pelo corpo. A campanha foi criada e teve a sua meta atingida em 24 horas, fato que emocionou a todos envolvidos.

#14
Lorrayne Isidoro rumo a Olimpíada Internacional de Neurociências
R$ 59.965,00 arrecadados (481 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

lorrayne

Uma das campanhas que chamaram a atenção neste ano. Lorrayne Isidoro, aluna do Colégio Pedro II – Campus Engenho Novo, buscou ajuda para representar o Brasil na 16a. International Brain Bee, na Dinamarca. Com ajuda da família, dos colegas e professores, a campanha deixou de ser apenas um movimento da comunidade local, para se tornar destaque na mídia brasileira. Foi destaque na Época, no UOL, entre outros. Ela arrecadou, viajou para a Dinamarca, competiu e retornou com um 18º lugar, dentre os 25 competidores. Foi recepcionada como uma heroína pela comunidade, e um exemplo para todos!

#13
Ajuda para o Ruan – Filho do Juraildo (Tio do Churros)
R$ 60.982,00 arrecadados (748 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

Não foi apenas o nome original da campanha que chamou a atenção das pessoas. O motivo dela era realmente muito nobre. O Ruan é uma criança de 4 anos, é filho do Juraildo (o tio que vende churros na frente de uma escola, em Brasília). Em 2015, Juraildo descobriu que seu filho tem um tipo raro de câncer (Rabdomiossarcoma alveolar). Em virtude do tratamento do Ruan, o tio do churros não pode trabalhar diariamente. Então a campanha foi criada para não apenas ajudar no tratamento do Ruan, mas também para proporcionar uma mudança de vida para a família!

#12
Minha Sobrevida ao Câncer é Cura
R$ 60.190,00 arrecadados (369 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

Nesta campanha criada em abril de 2016, o Ary Nunes buscou ajuda para arrecadar o dinheiro suficiente para adquirir o remédio Cetuximab para seguir na luta contra o câncer que o atacou. O remédio, caríssimo e necessário semanalmente, não era coberto pelo SUS. A vaquinha tinha por objetivo arrecadar 50 mil reais, e conseguiu ultrapassar a meta sendo um sucesso incrível.

#11
SOS Juntos pelo Matheus – Leucemia
R$ 61.433,00 arrecadados (698 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

Matheus é um menino de 6 anos que luta contra a leucemia, há um ano. A campanha, criada em julho de 2016, foi idealizada para arrecadar fundos para ajudar a família a vencer essa batalha. O montante arrecadado foi utilizado para adquirir um medicamento importado chamado Nelarabine para 03 meses de tratamento. O medicamento aumentariam as chances de limpar a medula para realizar o transplante. A campanha encontra-se ativa até o dia 13 de outubro.

#10
Lucas José 10 (#lucasjose10)
R$ 61.292,00 arrecadados (914 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

maxresdefault

Lucas José é um menino fanático pelo Santos e toda a campanha foi feita com esse tema. Ele foi diagnosticado com uma doença rara e degenerativa. Os pais criaram uma campanha de financiamento coletivo para tentar arrecadar os fundos necessários para que o menino pudesse realizar o tratamento em Barcelona, de forma a minimizar (ou parar) os efeitos da doença. A campanha do Lucas encerrou antecipadamente devido a ajuda de muitas pessoas que possibilitaram que o tratamento fosse realizado.

#9
Juntos pela Aninha
R$ 62.830,00 arrecadados (533 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

Os pais da Aninha, de apenas 6 anos, comentaram que a filha começou a reclamar de uma fraqueza no lado esquerdo do corpo o que afetava a mobilidade até mesmo em tarefas simples. Ao realizarem um exame, descobriram que a menina havia desenvolvido um tumor maligno na cabeça, com um prognóstico máximo de 2 anos de vida. O choque foi enorme, mas a família juntou forças para buscar a arrecadação dos 60 mil reais necessários para realizar uma cirurgia com um médico especialista. A campanha encontra-se ativa até o dia 4 de outubro.

#8
Juntos pelo Ique (#JuntosPeloIque)
R$ 65.259,00 arrecadados (560 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

Nesta campanha, o Henrique (Ique), teve diagnosticado a Síndrome de Doose e, ainda, resultado positivo para Zika Vírus em punção de medula. A família organizou a campanha como uma forma de arrecadar fundos para realizar os diversos exames especializados e todo acompanhamento clínico avançado que se torna necessário para controle das crises convulsivas. A campanha encontra-se ativa até o dia 1 de outubro.

#7
Bethina no Chile – Reabilitação Infantil Neurológica
R$ 75.010,00 arrecadados (492 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

A campanha da Bethina foi idealizada pelos pais para proporcionar o tratamento de reabilitação, que será realizada no Chile. A menina possui uma lesão neurológica grave que, infelizmente, levou a paralisia cerebral. A reabilitação será programada via intensivos até completar 4 anos, no Chile, com um terapeuta de maior graduação e criador da reabilitação. A campanha encontra-se ativa até o dia 23 de outubro.

#6
Contribua com o Tratamento da Rebequinha
R$ 77.857,00 arrecadados (548 doações)
Publicado em Kickante.com.br

A Rebequinha nasceu com essa doença e foi colocada para adoção bem cedo, dada como “criança inadotável”, por é portadora de mielomeningocele, que causa hidrocefalia. A Aline, quando soube da história, viu além do que sua doença: mas a vontade de viver que ela tinha! E resolveu trazê-la com seu irmãozinho para alegrar a sua família. A Aline, como mãe, quis dar o melhor para a Rebequinha através de um tratamento com células tronco, que possibilitaria uma qualidade de vida muito melhor para ela. A campanha buscou verba para custear o tratamento.

#5
Uma Voz para o Henrique
R$ 116.579,00 arrecadados (1135 doações)
Publicado em Kickante.com.br

O Henrique, um pequenino guerreiro de 3 anos, foi diagnosticado ainda no útero com uma síndrome genética rara chamada Esclerose Tuberosa e Autismo. Apesar da pouca idade, a história de lutas dele é longa e os desafios são muitos. Além da dedicação quase exclusiva que a saúde do pequeno exige da mãe, o tratamento é bastante caro e a familia decidiu buscar ajuda via financiamento coletivo. O objetivo do projeto foi de arrecadar verba necessária para garantir o tratamento durante um ano.

#4
Cura da Lali
R$ 130.872,00 arrecadados (1829 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

13406976_1376976702329657_310014447346160332_n

Aos 24 anos, prestes a cursar o último semestre de medicina veterinária, a Lali recebeu a notícia que ninguém quer receber: foi diagnosticada com um tumor raro que acomete a primeira porção do intestino. Após a primeira cirurgia, para retirada do tumor primário, o tratamento seguiu-se com 11 sessões de quimioterapia, interrompidas precocemente devido à toxicidade. Os médicos então fizeram uma proposta: realizar uma cirurgia relativamente nova que poderia me trazer a cura ou pelo menos algum tempo sem quimioterapia. Porém, se tratando de uma técnica nova e altamente complexa, não era oferecida por nenhum plano de saúde ou pelo SUS. A Lali então decidiu organizar a campanha para buscar verba para todo o procedimento que custaria R$ 150.000,00. A campanha mobilizou toda a região onde ela morava, trazendo esperança e alegria para a família.

#3
Avante Leãozinho  {Tratamento Intensivo AVC – Nova Fase}
R$ 151.466,00 arrecadados (1915 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

Leãozinho - 2 vezes sucesso

Na segunda fase da campanha da família, que já havia sido um sucesso em 2015, o João Vicente (Leãozinho) buscava arrecadar verba para continuar o tratamento especial que pode mudar o futuro dele e da família. Em outubro de 2013, com 1 ano e 8 meses, ele entrou em colapso, com uma crise muito violenta: era um AVC isquêmico e a família descobriu que ele tem uma doença rara genética auto imune – Síndrome de SHUa. O tratamento não existe em Porto Alegre e vai ser feito a maior parte em Curitiba/PR e mais uma ida ao Chile para ser avaliado e atendido pelo criador do método. A família ficou empolgada com os resultados atingidos durante o processo e, graças a uma mobilização incrível das pessoas, a campanha conseguiu atingir (e ultrapassar) a meta.

#2
Lucas Brasileiro Precisa de Você para Vencer o Câncer
R$ 160.069,00 arrecadados (1636 doações)
Publicado em Vakinha.com.br

lucas-840x577

Lucas Brasileiro, um brasiliense de 27 anos, descobriu que estava com câncer. Casado, com um filho de 5 anos, ele perdeu o chão com a notícia. Porém, encontrou forças para tentar buscar ajuda para arrecadar os 100 mil reais que ajudariam a cobrir o tratamento para buscar a cura da doença. A campanha foi um sucesso absoluto! Em questão de poucos dias, a meta já havia sido atingida e acabou sendo superada em 60%. A comunidade de amigos e familiares ajudaram muito na divulgação da campanha que acabou viralizando nas redes sociais, sendo um dos grandes cases de sucesso deste ano.

#1
Ajude a Gigi
R$ 423.116,00 arrecadados (4878 doações)
Publicado em Vakinha.com.br
Obs: Ao final da campanha, os autores solicitaram para retirá-la do ar

maxresdefault

A campanha recorde de doações no ano de 2016 é, com folgas, a da Gigi. Geovana Lima, uma simpática menina de 11 anos, tem Síndrome de Morsier, que causa má formação do nervo ótico, e a avó dela, Cleonice Lima Takassi, de 59 anos, não poupou esforços para que a menina consiga enxergar a luz do dia pela primeira vez e realizar este que é o seu maior sonho. Um tratamento na Tailândia se demonstrava como uma opção para a Gigi voltar a enxergar. Mas, o grande problema disto, eram os custos envolvidos. O preço da cirurgia é de 33 mil dólares, sem contar os custos com a viagem.

Cleonice decidiu abrir a sua campanha, tendo uma meta estabelecida de 90 mil reais. Foi então que tudo começou a conspirar em favor da Gigi. Com a ajuda de um casal dono de uma agência de comunicação, o publicitário Marco Iarussi e a jornalista Tati Vadiletti, que conheceram Geovana e a avó num centro espírita e ajudaram a criar toda campanha que resultou num sucesso incrível.

Após estruturar os textos que seriam apresentados, o grupo criou um vídeo e uma página no Facebook, de onde disparavam os pedidos de ajuda. O vídeo foi um sucesso incrível, viralizando rapidamente na internet, a vaquinha da Gigi teve quase 10 mil compartilhamentos no Facebook. Inúmeras pessoas conhecidas na rede, como a apresentadora Maísa, o repórter Vesgo (do Pânico) e a cantora Priscilla Alcantara, se juntaram a campanha, o que contribuiu ainda mais para a disseminação da vaquinha.

O resultado disto foi avassalador: quase 5 mil colaborações foram feitas. Não apenas do Brasil, mas também da Austrália, Japão e Suíça. E a incrível marca de R$ 423.116,00 foi atingida, resultando em uma das maior arrecadação solidárias de todos os tempos, no Brasil. E em uma história com um final que tende a ser muito feliz.


E aí? Que tal abrir uma vaquinha agora mesmo? E não deixe de conhecer as outras histórias de sucesso no nosso blog!

Botão crie sua vaquinha

 

Crie sua Vaquinha

6 comments: On As 15 campanhas solidárias que mais arrecadaram no Brasil em 2016

  • Olá eu sou a Rosalina de Souza Soares moro no Rio Grande do Sul na cidade de São Nicolau moro no interior estou desempregada tenho quatro filhos eu queria muito criar uma vaquinha virtual porque eu queria conseguir um dinheiro pra mim poder pagar minhas dividas que estou devendo muito eu queria conseguir uns vinte mil reais por favor me ajudem.

  • Nossa eu não conhecia estava desoladae triste achando que tudo havia acabado e agora tenho a esperança de realizar o grande sonho da minha filha e também concertar os dentes achei que ela havia perdido aoportunidade da vida dela sou auxiliar de serviços gerais tenho três filhos e nunca imaginava que haveria a possibilidade de conseguir mais Deus mim mostrou ! Obrigado Vakinha pela oportunidade de seguir em frente feliz!

  • Muito feliz com meu primeiro dia na Vakinha!!!! Deixa eu dançar vem sendo copartilhada e esperamos conseguir nosso objetivo, mudar a vida de muitos jovens, dando a oportunidade de concorrer a bolsas de estudos em NY!

  • Olá gostaria que vcs me ajudassem tenho um grupo de teatro e gostaríamos muito de levar todos nossos projetos tanto de peças quanto outras atividades culturais para todo o bairro da zona leste que tambem e nosso lar porém nao temos muito recursos mau temos lugar para ensaiar ja fizemos alguns trabalhos para internet mas queremos estar nos palcos levando historias incríveis para todos por favos ajudem a levar a arte e cultura para todos !!!

  • Marco Iarussi e Tati Vadiletti, louvo o trabalho que vcs fizeram p/ a Geovana (Ajude a Gigi), a garotinha de 10 anos c/ a síndrome de Morsier.
    O pedido voltou a circular pelo WhatsApp mas assim que eu recebi, consultei na internet e já retornei à quem me enviou, que a campanha havia encerrado prematuramente e COM ENORME ÊXITO!
    E gostaria saber notícias sobre a cirurgia e como está a Gigi. Voces poderiam me informar ou indicar um meio p/ eu obtê-la?
    Abçs e que o Bom Deus continue iluminando seus caminhos e trabalhos que vcs realizam!

  • Oie! Amei o post e achei d+ o seu blog!
    Muito agradecida pelas dicas!

    Jessica

Deixe uma resposta:

Seu endereço de email não será publicado.

rodapé do site