As maiores vaquinhas de 2018

2018 foi o ano das vaquinhas online. Mais uma vez, o Vakinha foi a principal referência para arrecadar dinheiro pela internet, com milhares de campanhas atingindo seus objetivos e sonhos.

Foram vaquinhas para casamentos, viagens, intercâmbios, educação, para ajudar pessoas e para saúde, cada qual com uma história única e incrível. Neste artigo, iremos apresentar as 10 campanhas que mais arrecadaram no ano de 2018 para você se inspirar e em 2019 se organizar para fazer a sua! 🙂

#1 – AME João e Miguel: no topo da lista temos os irmãos João e Miguel. Os dois meninos são portadores de AME – Atrofia Muscular Espinhaluma doença degenerativa que faz com que os músculos do corpo percam o tônus, levando à fraqueza, problemas na deglutição, tosse e respiração, além de causar dor muscular e rigidez articular.

O objetivo da campanha é arrecadar pouco mais de R$ 2.345.000,00, um valor bastante alto. Esta foi a campanha campeã de doações e também em arrecadação: fechou 2018 somando R$ 898.510,00, com 12.939 pessoas dispostas a ajudar no tratamento dos meninos.

#2 – Tratamento Melanoma Metastático em Israel: em segundo lugar temos a Vakinha da Marcela, que luta contra um melanoma metastático. O tratamento, que deverá ser feito em Israel, tem o custo de aproximadamente 200 mil dólares. Ela estipulou a meta em cerca de 400 mil reais e fechou 2018 com quase 260 mil reais em doações.

#3 – AME Tipo 1 (Ayla): na medalha de bronze temos a bebê Ayla. Ela também está em tratamento contra a AME. A Vakinha da pequena tem como objetivo pouco mais de dois milhões e trezentos mil reais. A Ayla terminou o ano passado com quase 370 mil reais arrecadados, uma ajuda e tanto nesse tratamento tão caro.

#4 – #ForçaJoão: a quarta Vakinha que mais arrecadou foi a do João. O jovem de 20 anos sofreu um acidente em julho de 2018 e lesionou a medula. O tratamento é intensivo e bastante caro, então a família resolveu iniciar a campanha e fez forte divulgação nas mídias sociais, o que os levou a fecharem o ano com quase 260 mil reais arrecadados. Esta Vakinha foi a que obteve a média mais alta em doações: cada pessoa doou em média R$ 295,31.

#5 – Juntos Pela Natalia: em quinto lugar está a campanha da Natalia. Ela tinha o objetivo de arrecadar 185 mil reais para tratamento da Neurofibromatose Tipo 1, e alcançou a meta, com mais de três mil pessoas doando.

#6 – Ajude a Maju: A Maju é uma bebê que nasceu com Epidermolise Bolhosa, uma enfermidade que causa lesões, bolhas e feridas em toda a pele e é muito dolorosa. Para o tratamento da Maju são necessários 400 mil reais. Ela fechou 2018 com quase 160 mil reais arrecadados e 1.818 doadores.

#7 – Em Defesa da Democracia e de Lula Ser Candidato FBP/RS: em sétimo lugar, temos a única Vakinha da lista cujo objetivo não é para tratamento de saúde: a Frente Brasil Popular organizou uma campanha em janeiro de 2018 para custear um ato em defesa da democracia e de apoio ao ex-presidente Lula. A arrecadação fechou em quase 145 mil reais e a média de doação por pessoa foi uma das mais altas: R$ 121,18.

#8 – Salvando o Levy: em oitava colocação está o Levy, um bebê que luta contra um câncer raro no cérebro. Como o tratamento precisa ser feito nos Estados Unidos, a meta da campanha ficou bastante alta, fechando em quase dois milhões de reais. Com mais de 1.200 pessoas doando, a Vakinha alcançou, no final do ano passado, quase 142 mil reais – e com eles, a esperança de cura para o pequeno Levy.

#9 – Transporte do Gu para um centro de referência em Trauma: em nono lugar está a campanha do Gustavo. Ele sofreu um acidente grave em Macapá e precisou de transporte especial (UTI aérea), para um centro de tratamento em Campinas. Inicialmente a Vakinha era para custear esse transporte, mas como as doações ultrapassaram a meta de 100 mil reais iniciais, o valor excedente está servindo para custear o tratamento, que é bastante complexo. A Vakinha do Gustavo fechou 2018 com quase 140 mil reais arrecadados.

# 10 – AME Antônio: em último lugar, mas não menos exitosa, temos a Vakinha do Antônio, um bebê de 10 meses que também luta contra a AME Tipo 1. A meta de arrecadação da campanha é de quase um milhão e meio de reais, e até o final do ano passado já haviam sido arrecadados cerca de 133 mil reais, com média de doação por pessoa de R$ 120,18. Vale lembrar que a Vakinha do Antônio iniciou em novembro de 2018, ou seja, esse valor expressivo foi arrecadado em apenas dois meses de campanha.

Assim, concluímos que:

  • O total de doadores para as dez campanhas que mais arrecadaram em 2018 foi de 36.239 pessoas;
  • A maior arrecadação do ano de 2018 fechou em R$ 898.510,00;
  • A campanha que teve o maior número de doadores contou com 12.939 pessoas dispostas a ajudar;
  • A maior média de doação por pessoa foi de R$ 295,31;
  • Todas as 10 campanhas desta lista arrecadaram mais de R$ 100.000,00;
  • As Vakinhas que mais mobilizam possíveis doadores são as que têm por objetivo custear tratamentos de saúde.

Esses números são incríveis, não é mesmo? Mas o melhor é saber que eles não apenas estão no papel, e sim que contribuem efetivamente para que muitas pessoas sejam ajudadas em momentos difíceis das suas vidas. Nós acreditamos que a força do coletivo pode mudar realidades para muito melhor, e esses dados apenas comprovam essa certeza.

Esperamos que ao longo de 2019 a gente possa trazer mais histórias com finais felizes e números impressionantes por aqui. Fiquem ligados, pois queremos ocupar este espaço com muita informação relevante pra vocês!

É muuuuuito bom fazer o bem! Crie a sua vaquinha agora mesmo 🙂

Crie sua Vaquinha

Deixe uma resposta:

rodapé do site