Por que o Vakinha tem as menores taxas?

Foto de Capa b

Quando começamos o Vakinha, lá em 2009, quando nem o Kickstarter existia e o termo “crowdfunding” ainda não era conhecido, nossa ideia era levar uma prática comum no dia-a-dia dos brasileiros para a Internet. Acreditamos que as pessoas só levariam suas vaquinhas para a internet se cobrássemos o mínimo possível para fornecer um serviço seguro, rápido e fácil de usar. No decorrer dos anos, surgiram novas plataformas de crowdfunding, com novos formatos e focos, e que cobravam taxas bem mais

Continue lendo

Lorrayne Isidoro e a corrente pela educação

Você já deve ter ouvido o nome da Lorrayne por aí, não é? Nas últimas semanas, ela se tornou um símbolo de como a educação pode mudar a vida das pessoas. E, mais do que isso, como é possível engajar as pessoas em favor de uma causa tão incrível! Lorrayne Isidoro tem 17 anos e é moradora da Favela da Camarista, no Méier, subúrbio do Rio de Janeiro. Estudante  do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Pedro II, instituição

Continue lendo

As pequenas vaquinhas do nosso dia a dia

O Vakinha é a maior plataforma de vaquinhas online do Brasil. O conceito de vaquinha é bem conhecido: “o ato da coleta de dinheiro por um grupo de pessoas para o pagamento de uma despesa comum ou para a realização de algo”, e é geralmente focada em arrecadações de valores até mil reais. Estas vaquinhas são criadas todos os dias na nossa plataforma: anônimas, sem divulgação da mídia, mas que também tem sucesso no que se propõe. Diariamente, centenas de

Continue lendo

Uma corrente do bem reparou uma injustiça

13195811595353

O Brasil está vivendo um momento bastante incomum. Estamos passando por problemas na área da economia e política, o que tem aflorado uma radicalização jamais antes vista, na sociedade. Este reflexo dos nervos a flor da pele acabam se estendendo ao nosso próprio dia-a-dia, podendo nos afetar diretamente. O aplicativo Uber veio ao Brasil propondo inovar o transporte público. Os governos, sempre lentos para lidar com estas mudanças, não conseguiram acompanhar e discutir os impactos das mesmas. E os taxistas,

Continue lendo

rodapé do site